Definir o local mais adequado para morar requer a análise de diversos fatores, que vão desde a necessidade de espaço até a facilidade na manutenção. É nesse momento que decidir entre casa ou apartamento pode se tornar um impasse.

O seu estilo de vida e as necessidades da sua família precisam ser trazidas para o primeiro plano, de modo que essa decisão seja tomada de forma precisa. Além disso, as questões relacionadas ao investimento e à valorização de patrimônio não podem ser deixadas de lado.

É necessário que haja um equilíbrio entre tudo isso na hora de escolher uma casa ou apartamento, e nem sempre ele é simples de ser encontrado. Para ajudá-lo a organizar essas ideias, criamos este post, que abordará as questões mais relevantes sobre o assunto. Boa leitura!

Quais as principais vantagens de morar em uma casa?

Mais espaço

Quando se pensa em casa, logo vem a ideia de espaço à mente. Espaço para um belo jardim, mais vagas de garagem, entre outras conveniências que nem sempre um condomínio de apartamentos poderá oferecer.

Além disso, todo esse espaço a mais pode ser personalizado a seu modo, de acordo com as necessidades da sua família.

Por exemplo, se você não tem crianças, pode preferir um salão de jogos a um playground. E, muitas vezes, em se tratando de uma casa, o espaço pode ser tanto que se torna possível ter ambos.

Área de lazer individual

Em um condomínio, espaços comuns de lazer como o salão de festas, churrasqueira, entre outros estão sujeitos à disponibilidade de agendamento. No caso de uma casa, isso não acontecerá jamais, já que todos os espaços serão individuais e de uso exclusivo.

Ou seja, se você acordar de manhã com vontade de convidar os amigos para um churrasco, só precisará chamar o buffet, pois a churrasqueira estará a sua disposição.

Mais independência

Em um condomínio, muitas vezes, você precisa do consenso para fazer modificações. Por exemplo, se você quer reformar o seu imóvel, fica preso às normas e horários do prédio. Se quer criar uma nova opção de lazer, necessita da aprovação de todos e assim por diante.

No caso de uma casa, essas decisões caberão exclusivamente a você. Além disso, qualquer mudança ou obra poderá ser feita quando você resolver.

Maior privacidade

Os espaços individuais de uma casa também conferem maior privacidade, por exemplo, no uso das áreas comuns e de lazer. Chega a ser natural, ao usar o salão de festas, que um ou outro vizinho curioso queira ver quem você está recebendo.

Em edifícios, a proximidade entre os imóveis pode expor os moradores, tanto com janelas indiscretas quanto com paredes finas que não isolam a passagem de som de uma unidade para outra. Em uma casa esse problema seria evitado.

Maior tranquilidade

A vizinhança pode se tornar um problema para a sua tranquilidade, principalmente no que diz respeito ao barulho. Do mesmo modo que, se o seu estilo é o de uma vida social intensa, com muitas reuniões em casa até tarde, isso pode se tornar um problema para seus vizinhos.

Porém, em uma casa, essas questões são amenizadas, não só por não haver outro imóvel em cima ou embaixo como em um apartamento, mas também em função dos espaços maiores das casas e o distanciamento maior de outros imóveis.

Quais as principais vantagens de morar em um apartamento?

Maior conveniência

Não há dúvidas de que em um apartamento, principalmente nos novos condomínios que oferecem diversos serviços, você terá muito mais conveniências à sua disposição. Os serviços de portaria e zeladoria são bons exemplos disso.

Além do mais, o morador conta com áreas de lazer sem precisar se preocupar com a manutenção delas. Imagine só o trabalho para manter uma piscina limpa ou um elevador funcionando. Quem mora em apartamento não terá esse tipo de preocupação.

Localização privilegiada

A maioria dos imóveis construídos nos grandes centros em bairros privilegiados são edifícios de apartamentos, enquanto as casas permanecem em regiões mais afastadas e com mais áreas verdes do que comércio e badalação.

E isso acontece exatamente pela visão de negócio das construtoras que foram, com o tempo, arrematando as casas nos locais mais valorizados para construir grandes prédios no lugar.

Por isso, dificilmente você conseguirá uma boa casa em um bairro mais próximo aos centros comerciais e com maior potencial de valorização.

Praticidade de manutenção

Morando em um condomínio você não precisará se preocupar com nada que diga respeito à manutenção. Até o próprio imóvel em si é mais fácil de manter em ordem, já que os apartamentos geralmente são bem menores do que as casas.

Mais socialização

Para quem não gosta muito de isolamento, viver em um condomínio é uma oportunidade de socializar mais. Nem que seja por meio do bom dia no elevador.

Além disso, existem as assembleias de moradores que farão com que você conheça seus vizinhos e, quem sabe até, faça novas amizades com pessoas de um padrão social bem próximo ao seu.

O que considerar no perfil familiar na escolha entre casa ou apartamento?

A primeira coisa que se deve pensar é no seu estilo de vida. Se você vive sozinho e viaja a maior parte do tempo, por exemplo, arcar com as responsabilidades da manutenção de uma casa pode se transformar em um pesadelo.

Afinal, é muito difícil encontrar pessoas competentes e de confiança para deixar sozinhas na sua residência por longos períodos. Nesse caso, um apartamento é muito mais conveniente.

Por outro lado, se você tem filhos em idade escolar e só viaja em período de férias, uma casa representa, até mesmo, mais liberdade para as crianças que terão mais espaço, e não precisarão viver presas em um apartamento.

Você acabou de ver que tanto um quanto outro tipo de imóvel têm suas vantagens e se adaptam melhor a determinados estilos de vida. Por isso, na hora de fazer uma boa escolha entre uma casa ou apartamento, o principal é levar em conta as suas necessidades e as da sua família.

E agora que você sabe como decidir entre casa ou apartamento e já está mais próximo de fazer a escolha certa, que tal conhecer estas 8 dicas para ter uma cozinha moderna no seu imóvel novo?