Conquistar a riqueza e manter um alto padrão de vida para sua família pode se tornar mais fácil quando se é capaz de enxergar de maneira diferenciada a forma como aumentar o patrimônio, tornando-o mais robusto.

Ao contrário do que se costuma acreditar, a verdadeira medida da riqueza é o patrimônio líquido, ou seja, a soma de tudo o que você tem — dinheiro, imóveis, investimentos, bens, negócios, entre outros —, e não o quanto você ganha por mês, seja em receita ativa, aquela que você trabalha para receber, como o seu salário, seja em receita passiva, a que você já não precisa empregar mais grandes esforços para obtê-la, como o rendimento de capitais investidos.

Se pararmos para pensar na receita passiva, ela é, em parte, o seu patrimônio líquido lhe gerando ainda mais riqueza. Portanto, para entender como fazer isso acontecer com mais frequência na sua vida financeira, continue lendo este post e saiba de uma vez por todas como aumentar seu patrimônio e da sua família. Boa leitura!

Faça os melhores investimentos

Ramit Sethi — autor do livro “I’ll teach you to be rich” ou “Eu te ensinarei a ser rico”, em português — afirma que milionários investem, no mínimo, 20% de suas rendas e que sua riqueza é medida pelo quanto conseguem guardar e reinvestir.

Essa informação pode ser considerada um indicador da importância de saber fazer os melhores investimentos. Para isso é que se deve entender qual o seu perfil de investidor e manter o seu dinheiro aplicado em fundos com a classificação alinhada a ele.

Muitas vezes o gerente do banco é a principal fonte de referência para orientação de investimentos, mas nem sempre essa é a situação ideal. No geral, recorrer a instituições especializadas independentes pode abrir um universo mais amplo de opções de investimento e uma identificação mais precisa dos produtos mais adequados para gerarem maiores resultados.

Estabeleça prazos e metas

Saber o que você deseja realizar com a sua riqueza é algo que poderá fazer toda a diferença na hora de planejar os seus investimentos. Por isso, estabelecer metas claras com prazos para serem alcançadas é muito importante para esse processo.

Por exemplo, se você deseja comprar um imóvel em Portugal pagando à vista, defina um prazo e um rendimento específico para que essa meta seja alcançada. O mesmo pode ser feito para viagens de férias e educação dos filhos, por exemplo, e não apenas para aquisição de novos ativos.

Diversifique seus rendimentos

Ter rendimentos diversificados significa mais do que trabalhar por seu dinheiro, é também fazer com que o seu dinheiro trabalhe por você.

Os rendimentos passivos são aqueles que ocorrem independentemente dos seus esforços, ou seja, mesmo que você não trabalhe mais em prol deles, eles continuarão acontecendo. Alguns exemplos são projetos implantados com receita recorrente e que já caminham sem a sua interferência, alugueis de imóveis, royalties, criptomoedas, rendimentos de capitais investidos, entre outros.

Já os rendimentos ativos são os gerados pelo seu trabalho, como por exemplo, o seu salário. Esses rendimentos são muito importantes, pois possibilitam a aquisição de patrimônio para a geração de mais rendimentos passivos.

Quando os rendimentos ativos deixam de existir abrem uma grande brecha para que o patrimônio seja consumido e junto com ele, os rendimentos passivos.

Você já deve ter ouvido o ditado que recomenda jamais guardar todos os seus ovos numa mesma cesta, ou seja, não aposte tudo em uma única origem de receita. Sempre procure diversificar suas fontes de rendimentos. Uma ótima maneira de fazer isso é investindo em imóveis de alto padrão.

Reduza o seu custo de vida

Assim como nos rendimentos, o patrimônio também está dividido em dois grupos de ativos e passivos.

O patrimônio ativo é o que gera rendimentos passivos, como os imóveis para aluguel, por exemplo. Um mesmo bem pode ser ativo ou passivo, dependendo do uso que se dá a ele.

Quando falamos em passivos, estamos nos referindo àqueles bens que consomem o seu dinheiro em vez de ganhá-lo. Por exemplo, carros e motos que são usados apenas para passeios, geram gastos e perdas financeiras com a sua desvalorização.

Porém, quando são usados para trabalho, no transporte remunerado de cargas ou passageiros, esses gastos e perdas são compensados e os veículos passam a ser considerados patrimônios ativos, pois estão gerando receita.

Quanto mais dinheiro você empatar na aquisição de passivos, maior será o seu custo de vida. Por isso, a melhor forma de reduzi-lo é priorizando a aquisição de ativos ao invés dos itens que geram gastos e perdas financeiras.

Às vezes pode parecer difícil abrir mão de certos supérfluos e ajustar o seu padrão de vida, mas basta pensar que cada centavo poupado gerará novas entradas financeiras. Esse mindset tornará os cortes mais fáceis.

Acompanhe de forma constante e consistente

Uma vez criado um sistema capaz de fazer com que o seu patrimônio líquido cresça, quanto mais ele for reinvestido, maior será o seu crescimento. Mas, para que isso seja possível, é necessário acompanhá-lo de perto sempre.

É muito importante que o seu perfil investidor seja sempre revisto para que continue alinhado com as novas opções do mercado e com as mudanças na economia que possam ocorrer. Por isso, é importante que seus ganhos sejam constantemente monitorados e as opções de investimento devem se movimentar de acordo com os resultados observados.

Para que haja sempre uma boa performance, é necessário que essa engrenagem criada para aumentar sua riqueza esteja em movimento contínuo.

Mantenha o foco em como aumentar o patrimônio

Mantendo a mente focada no seu objetivo você gerará mais riquezas de maneira consistente e segura — e entenda riqueza como patrimônio líquido, conforme mencionado no início do post. Não se pode esquecer de que é preciso ter disciplina e disposição para a mudança de hábitos para seguir as dicas que acabou de ler sobre como aumentar o patrimônio.

Agora que você já entende que sua verdadeira riqueza é o seu patrimônio líquido, sabe como fazer os melhores investimentos, poupar dinheiro, entende a importância de ter rendimentos ativos e passivos e de reduzir o seu custo de vida, e ainda, mantém o seu foco em como aumentar o seu patrimônio, que tal entender como avaliar os seus investimentos atuais?

Fique atento aos nossos próximos posts, pois virão muito mais dicas importantes para ajudá-lo a aumentar o seu patrimônio!