Um belo dia, você acorda e se dá conta do quanto é bom no que faz. Percebe o quanto você e sua família merecem uma boa qualidade de vida, que faça jus ao seu esforço e trabalho. Olha em volta e enxerga que falta muito pouco para não faltar nada. Logo, começa a pensar em como melhorar o que já é quase perfeito.

Da sua janela, consegue ver o céu azul, o sol brilhante e o dia lindo, pronto para ser aproveitado ao máximo. Mas você não ouve os pássaros, não sente o perfume das flores, nem o frescor das sombras das árvores. Em seguida, percebe que a floresta a sua volta é cinza e é isso que você pode mudar.

Você e sua família precisam de verde, do ar urbano purificado pela presença das plantas, do meio ambiente equilibrado pela presença da natureza. Os espaços onde se encontra esse cenário em perfeita harmonia com a vida urbana estão ficando cada vez mais raros e caros.

É a sua hora de mudar. Mas que vantagem você leva em viver em um bairro com áreas verdes? Continue conosco e descubra. Boa leitura!

1. Mais ar puro e menos doenças

Aprendemos nos primeiros anos no colégio, assim como nossos filhos já sabem, que as plantas são capazes de purificar o ar por meio da fotossíntese, processo em que absorvem o dióxido de carbono e muitos outros gases prejudiciais à saúde, e liberam oxigênio — transformando poluição em ar puro.

A redução desses gases tóxicos no ambiente reduz a incidência de doenças respiratórias, como a asma e as alergias.

Por isso, uma das maiores vantagens em morar em bairros com áreas verdes é que faz bem à saúde.

2. Mais motivação para exercitar-se e menos sedentarismo

Você certamente já ouviu falar nos problemas causados pelo sedentarismo, dentre eles a obesidade — que pode ser a causadora de diversos tipos de doenças fatais. Mas em um dia a dia tão atribulado e cheio de compromissos e prioridades, como encontrar tempo e motivação para a prática de exercícios?

A boa notícia é que viver em bairros com áreas verdes pode ser a solução para a evasão da academia. É muito comum, nesses locais, a formação de grupos de corridas, nos quais um membro motiva e ensina ao outro as melhores práticas de exercícios. Na pior das hipóteses, é uma excelente oportunidade de network.

Tudo isso, com a sensação de uma reunião entre amigos, de um momento de descontração, bem diferente da obrigação de cumprir as metas estipuladas pelo seu personal trainer.

3. Mais qualidade de vida e menos estresse

De acordo com a pesquisa publicada pelo Journal of Environmental Psycologhy, as pessoas se sentem menos estressadas e mais criativas em parques verdes do que nos grandes centros urbanos.

Mas nem seria necessária uma comprovação científica para se ter certeza absoluta disso, basta se imaginar numa bela e luminosa manhã de domingo, passeando na companhia de seus filhos e cachorros, em um ambiente relaxante, fresco, arborizado e agradável.

Estar ao lado de quem você ama, enchendo os pulmões de ar fresco e livre das preocupações diárias: como se estressar com isso?

4. Mais saúde física e emocional e menos visitas ao cardiologista

Quanto menos estresse, a saúde emocional agradece. O coração pega carona nessa calmaria e agradece também, pois, de acordo com o professor da Universidade de Medicina da USP, Dr. Paulo Saldiva, basta viver a menos de 500 metros de um parque verde para reduzir em até 30% o risco de enfarte do miocárdio.

Além disso, uma pesquisa feita pela Universidade de Vrije, em Amsterdã, concluiu que pessoas que vivem em bairros com áreas verdes tem o risco menor de sofrer com doenças como a ansiedade e a depressão.

Isso se torna possível porque, além do ar puro, essas áreas também oferecem mais oportunidades de socialização e de relaxamento, fora o que já falamos sobre a prática de atividades físicas.

5. Mais áreas livres para as crianças e menos telas eletrônicas

Brincar na natureza é crucial para o bom desenvolvimento das crianças basta pensar no quanto o sedentarismo está ligado às causas e efeitos da obesidade infantil.

Os bairros com áreas verdes são locais perfeitos para as crianças brincarem com mais liberdade, podendo correr e pular à vontade. Esse cenário pode incentivá-las a sair um pouco da frente da tela do celular ou vídeo game, estimula a imaginação ao inventarem as próprias brincadeiras, faz com que socializem com mais frequência e pratiquem mais atividades físicas.

Quase tudo o que fazemos na vida é pensando no bem-estar, na saúde e no desenvolvimento dos nossos pequenos. A escolha de um novo imóvel, em um bairro com áreas verdes, é uma excelente maneira de garantir a eles o melhor que a vida pode oferecer.

6. Mais imóveis em bairro com áreas verdes e menos desvalorização

Por falar em novo imóvel, não podemos esquecer dos interesses financeiros na hora de escolhê-lo. Até nisso, os bairros com áreas verdes oferecem grandes vantagens.

Adquirir imóveis em regiões que ainda preservam espaços para a natureza é um excelente investimento, já que a valorização dessas áreas tende a crescer à medida que se tornam mais raras com a expansão dos grandes centros.

Além disso, a oferta de recursos tecnológicos que nos permitem trabalhar a distância e em seus próprios ambientes personalizados também está ajudando a aumentar o interesse por imóveis em bairros com áreas verdes, mesmo que eles sejam mais afastados.

Se nenhuma das vantagens que acabou de ler foi capaz de convencer você de que está na hora de investir em um imóvel próxima a áreas verdes, o estudo da Universidade de Chicago, publicado na revista Scientific Reports, concluiu que cada dez árvores em um quarteirão equivalem a um aumento de 10 mil dólares na renda mensal ou a um rejuvenescimento de 7 anos. O que você prefere?

Agora, você já sabe que a mudança necessária para não faltar mais nada é para um bairro com áreas verdes. Então é hora de começar a nos seguir no Linkedin, Facebook e Instagram para manter-se atualizado sobre todas as opções de imóveis nessas áreas muito valorizadas e sobre quais são as principais tendências de investimento no mercado imobiliário.