No roteiro, destaque para as paisagens de tirar o fôlego do luxuoso trem panorâmico Glacial Express

 

Por Rafael Bessa

As fronteiras de vários países voltam a se abrir para o Brasil com o avanço da vacinação. Hora de (re)fazer os planos de viagem e aproveitar os destinos que fazem parte da lista de liberados, como a Suiça. 

Com um skyline arrebatador, este país oferece inúmeros passeios ao ar livre, fauna e flora preservados, parques naturais e patrimônios da humanidade. Por ali dá para percorrer a estância Braunwald, cravada no interior de Glarus, com vista panorâmica para o pico glacial Tödi, ou eleger Ascona, às margens do lago Langensee, para conhecer seu centro histórico cativante e clima ameno. 

Quem prefere diversão combinada com adrenalina pode desbravar a região de Berna, em especial, Spiez, que conta com quilômetros de trilhas para caminhadas e ciclismo, tênis, minigolfe, área de ginástica, pesca, pista de patinação, windsurf e vela. E tudo isso, aos pés de um castelo medieval. Outra boa sacada para os turistas que apreciam a estética secular é focar em Delémont, bem pertinho dos limites da França, que desponta com cenário bem preservado, museus bacanas e atmosfera cosmopolita. 

Nessa pegada mais urbana, vale aterrissar em Zurique, metrópole debruçada sobre os Alpes, que oferece imersão cultural em mais de cem galerias de arte e 50 museus, além de vida noturna extravagante e animada. Uma pausa pela “capital da paz” nunca foi tão necessária. Genebra se orgulha de seus calçadões e ruelas agitados e seguros. Dá para transitar pelo endereço onde nasceu o filósofo Jean-Jacques Rousseau, fazer check-in na sede da ONU ou cruzar as margens do lago a bordo de um moutte (espécie de táxi aquático). 

 

Glacier Express

Glacier Express | Vista do famoso trem de luxo Glacier Express durante seu trajeto
Glacier Express

Um luxuoso trem panorâmico com vistas de tirar o fôlego. Com serviço de restaurante e todo conforto. Este é o Glacier Express, o trem expresso mais lento do mundo, que conduz os viajantes pelos Alpes em cerca de oito horas, passando por 91 túneis e mais de 290 pontes. 

Durante todo o trajeto é possível deliciar e apreciar os belíssimos vilarejos, natureza intocável. É uma viagem panorâmica pelo interior alpino da Suiça, e uma maneira memorável de viajar do leste ao oeste dos Alpes suiços. Uma experiência que agrada de crianças a adultos. 

Selecionei para vocês leitores da newsletter e do blog da Bossa Nova Sotheby’s a rota tradicional e completa do Glacier Express, que é de Zermatt – St. Moritz (ou vice-versa) e dura 8 horas de passeio, percorrendo várias outras cidades.


 

Excellence Class, categoria mais luxuosa no Glacier Express inclui concierge a bordo, assentos mais confortáveis e espaçosos, tablet para acompanhar o roteiro em tempo real, todos os assentos são na janela, bar exclusivo e gastronomia fully day com bebidas e finger foods , além de uma refeição principal com 5 pratos sazonais e regionais preparados no trem e harmonizados com vinho.

 

 

Temporada de ski

Como sei que  muitos clientes já estão começando a se programar para esquiar, selecionei três opções de hotéis charmosos em diferentes estações de ski: Gstaad, St Moritz e Zermatt.

 

Gstaad

“Come up, slow down” a icônica gíria dos habitués da estação de ski que sempre atrai olhares para quem gosta de ver e ser visto e também para aqueles que querem privacidade. É fácil entender porque essa estação ganhou o coração do jet setter internacional e dos clientes que apreciam uma boa culinária, lojas e uma vida noturna agitada.

No centro de Gstaad fica o icônico, Gstaad Palace, onde, na década de 1960, Louis Armstrong participava de festas de gala glamorosas. Desde então, o lendário hotel continua a hospedar uma série de “A-clients”. Sem sombra de dúvidas, se você quer curtir a noite, Greengo Club se instala no Gstaad Palace.

Quando se trata de restaurantes em Gstaad, os esquiadores têm muitas opções. Durante o dia, não deixem de ir no  Eggli, um chalé típico onde você pode se sentar no terraço com uma vista deslumbrante. Quando a noite chega, o Hotel Olden (hotel de Bernie Ecclestone, no centro da cidade), é o lugar perfeito para se sentar perto da lareira e pedir um drink antes de ir para Greengo.

 

The Alpina Gstaad| Foto panoramica do hotel mostrando ele e seus arredores, em tons de azul e branco neve todo iluminado
The Alpina Gstaad

 

Greengo Club
Greengo Club

 

 

St. Moritz

Quem nunca viu nas revistas o famoso campeonato de pólo na neve? A abertura da grande temporada atrai vários jogadores de todo o mundo e todos da cidade. É literalmente um dos eventos mais concorridos da temporada de ski.

St. Moritz é o centro social dos Alpes – os esquiadores passam tanto tempo dançando na boate Drácula (conhecida como Dracs pelos frequentadores) quanto nas encostas. Situado no Vale de Engadin, no sul da Suíça, St. Moritz irradia o glamour da velha guarda. Famosa pela Cresta Run, não deixe de ir ao  St. Moritz Toboggan Club, passeie rapidamente pelo túnel de gelo de 1.212 metros de comprimento e se misture com os membros na icônica clubhouse. Ou vá até o espetacular Lago St. Moritz; o deslumbrante lago congelado oferece esportes glamourosos, incluindo pólo na neve, críquete e até mesmo corridas no gelo. Agora se você é do tipo que adora um après-ski o seu lugar definitivamente é El Paradiso para o après-ski. St. Moritz tem uma ótima opção de hotéis, confira abaixo.

 

St. Moritz | Jogo de polo na neve em St. Moritz
Polo em St. Moritz

 

Kulm Hotel | Foto do hotel visto por fora com a paisagem em neve ao fundo
Kulm Hotel

 

Badrutt’s Palace Hotel | Foto da frente do hotel com as montanhas cobertas de neve ao fundo
Badrutt’s Palace Hotel

 

Zermatt

Abaixo do importante Matterhorn Peak no cantão de Valais, no sul da Suíça. No centro desta cidade, vários chalés encantam os seus frequentadores – e o Grand Hotel Zermatterhof, que lembra uma cena de um filme de Wes Anderson. 

Se você estiver procurando por um hotel boutique mais moderno, o Omnia Hotel é a sua escolha. Localizado na parte mais alta da cidade, este elegante hotel tem uma das vistas impressionantes da cidade e uma piscina rodeada por granito polido. 

Nas encostas, há inúmeros restaurantes gourmet para descansar após um dia intenso. Vá para Chez Vrony, uma cabana rústica, mas chique, e peça ao garçom um carpaccio caseiro com molho de avelã e sopa de Bloody Mary. Para o après-ski, vá até o Broken Bar, uma instituição para frequentadores assíduos, onde os aristocratas gostam de dançar no bar. 

 

Grand Hotel Zermatterhof | Foto panorâmica da vista alta do Grand Hotel Zermatterhof com paisagem dos Alpes e mata ao fundo
Grand Hotel Zermatterhof

 

Omnia Hotel | Foto que mostra o Omnia Hotel  em um lindo entardecer, todo iluminado.
Omnia Hotel

 

Chez Vrony Zermatt
Chez Vrony Zermatt

 

Special offer

Tenho a certeza que após essa matéria deu vontade de já reservar suas férias de ski, não é mesmo?

Por isso, durante o mês de agosto todos os clientes Bossa Nova Sotheby’s terão um benefício especial: 10% off em cima das tarifas dos hotéis e amenities especiais.

Para contato e reservas: rbessa@rafaelbessasignature.com

 

Fique atento!

Antes de viajar, é importante estar completamente imunizado. A vacina tomada nos últimos 12 meses descarta a obrigatoriedade de fazer quarentena e apresentar o teste PCR. Todos os imunizantes aprovados pela Organização Mundial de Saúde são aceitos. Quem tomou a vacina da Janssen só pode embarcar após 22 dias da aplicação. O retorno ao Brasil exige a comprovação do PCR negativo.

 

 

Leia também
A beleza do Boho Chic
Hotspots de 2021 em St. Tropez
Hollywood dá o tom na decoração
A tranquilidade de um jardim Zen
Viagens que você não pode deixar de fazer nesta vida