A Itália vem há 2 anos se recuperando gradativamente da maior baixa de preço dos seus imóveis. Os valores caiam desde 2006 atingindo seu maior declínio em 2013, mas só cresce desde então de forma constante.

O país passou por uma série de reformas estruturais em matéria de pensões em 2011 e em 2015 na legislação trabalhista, sendo que ambos devem ter um impacto positivo na economia ao final da década. Com isso vem saindo de sua mais longa recessão da história com excelentes perspectivas de crescimento do PIB em 2015 e 2016.

Entre as características do mercado Italiano estão o alto número de propriedades de alto padrão nos principais destinos de segunda residência como Toscana, Sardenha e Lago de Como. Os impostos praticados sobre o Mercado Imobiliário são muito menores do que os praticados em outros mercados Europeus.

Saiba mais sobre investimentos aqui.