Investir no exterior é um bom negócio, pois mercados resilientes durante a crise financeira de 2008 são hoje uma espécie de porto seguro, como o mercado londrino que possui alguns dos imóveis mais valorizados do Mundo nos últimos anos, oferecendo segurança para o capital investido e taxas fiscais generosas para os não residentes.

Outro mercado interessante no momento é o italiano, que desde 2013 registra valorização constante e paulatina, com impostos menores do que em outros países europeus e com estoque abundante de propriedades de luxo, o que dá poder de barganha em destinos como Toscana, Sardenha e Lago de Como.

Entre tantas oportunidades na Europa, ainda há o mercado alemão, com infraestrutura jurídica segura e setor imobiliário estável e atrativo, principalmente em Berlin e Frankfurt.

Saiba mais em nossa apresentação, aqui.