Um sonho com planejamento se torna um objetivo atingido. A aquisição do seu refúgio particular não é diferente, precisa ser muito bem planejada para que você possa fazer escolhas e tomar decisões de forma mais segura — esse é o tamanho da importância do planejamento financeiro.

Por isso, esse processo contínuo usado para definir as estratégias e meios de se alcançar um objetivo é tão significativo na hora de comprar um imóvel. Com disciplina, equilíbrio entre receitas e despesas e avaliando seus investimentos, você será capaz de expandir o seu patrimônio sem sustos.

Para entender exatamente o que é, qual a sua importância e benefícios, saber quais as melhores práticas e ferramentas para usar na hora de elaborar o planejamento financeiro para comprar um novo imóvel, continue lendo este conteúdo e seja feliz realizando o seu sonho de uma casa nova. Boa leitura!

1. Saiba o que é um planejamento financeiro eficiente

Um planejamento financeiro eficiente envolve, antes de tudo, a criação de bons hábitos na hora de dispor do seu dinheiro. Para isso, é necessário entender como o dinheiro pode trabalhar por você em vez de você trabalhar por ele.

O primeiro passo é entender a diferença entre ativos e passivos. Os ativos são tudo aquilo que gera dinheiro, por exemplo, salário, mercadorias para venda, ações, imóveis alugados, entre outros. Já os passivos são os responsáveis pelas saídas financeiras, ou seja, boletos, baladas, aluguel de imóveis para morar ou trabalhar, veículos de passeio, equipamentos eletrônicos, entre outros.

Alguns itens como imóveis, carros e computadores, podem ser tanto ativos quanto passivos, dependendo do uso que é dado a eles. Por exemplo, quando você paga o aluguel de um imóvel ele é um passivo, pois está tirando dinheiro do seu bolso. Quando você recebe o aluguel de um imóvel, ele é um ativo, pois está ganhando dinheiro para você. Se um carro é usado para o transporte remunerado de passageiros é um ativo, e se é usado só para passeios, torna-se passivo.

O que diferencia as pessoas que conseguem se capitalizar para adquirir imóveis é a aplicação do dinheiro em ativos, mesmo mantendo os passivos necessários, ou seja, moradia, saúde, transporte, alimentação, lazer, entre outros.

Esses passivos podem ser gastos fixos ou variáveis, assim como as receitas, e o mapeamento de tudo isso é fundamental para que se tenha uma previsão de entradas e saídas financeiras, pois só com ela é possível fazer um planejamento.

Os gastos fixos podem ser, entre outros:

  • aluguel;
  • plano de saúde;
  • contas de luz, água e internet;
  • transporte;
  • alimentação;
  • mensalidades escolares.

Já alguns exemplos de gastos variáveis são:

  • roupas;
  • restaurantes;
  • viagens;
  • shows;
  • cinema;
  • medicações;
  • gadgets.

As receitas fixas são:

  • salário;
  • rendimentos de ativos como aluguéis;
  • prestação de serviços recorrentes;
  • pensões, aposentadorias e outros benefícios.

As receitas variáveis são:

  • venda de bens ou itens usados;
  • prestação de serviços esporádicos;
  • bônus e premiações por bom desempenho;
  • heranças.

Uma vez diferenciados os ativos dos passivos e relacionados os gastos e receitas fixas e variáveis, é possível planejar o que e como fazer com o seu dinheiro. Por exemplo, prevendo a aquisição de novos ativos, a transformação de passivos ou a sua redução.

Portanto, um planejamento financeiro eficiente é a adoção de estratégias que priorizam a aquisição de ativos e reduzam passivos, por meio do desenvolvimento de novos hábitos de consumo consciente de recursos financeiros, incluindo a renegociação de dívidas para sua quitação.

2. Entenda por que o planejamento financeiro é essencial

A falta de um planejamento financeiro pode comprometer não somente a realização de objetivos, mas também, a sua saúde física e mental.

Quando não se tem o controle de ganhos e gastos e o mindset direcionado a aquisição de novos ativos, dificilmente se chegará a aquisição de um novo imóvel ou qualquer outro bem. Ao contrário, quando se aplicam todos os recursos financeiros na compra de mais passivos, o resultado é um aumento do custo de vida, que pode chegar a ter como consequência o endividamento.

Além disso, existe uma pesquisa da PWC que demonstra que a importância do planejamento financeiro é tanta, que a sua falta ocasiona até mesmo problemas de saúde. Ansiedade aguda, depressão profunda, tensão muscular, enxaquecas, úlceras e até mesmo o ataque cardíaco são algumas das doenças relacionadas ao estresse financeiro causado pela falta de planejamento.

Outro ponto que vale a pena ser observado é que a capacidade de realização de desejos como viagens, aquisição de bens e aprimoramento pessoal está diretamente ligada à existência de um planejamento financeiro.

A aquisição daquele novo imóvel com uma paisagem espetacular no seu quintal, onde seus filhos poderão brincar tranquilamente com o cachorrinho da família, está incluída nessa lista de aspirações.

Portanto, a importância do planejamento financeiro vai além da simples organização — ela está diretamente ligada à manutenção da sua saúde e a realização dos seus sonhos e objetivos.

3. Compreenda os benefícios de um planejamento financeiro bem-feito

Você certamente deve imaginar quais são as vantagens de morar em uma cobertura, mas será que compreende quais são os benefícios de um planejamento financeiro para tê-la?

3.1. Mais compras

Para começo de conversa, planejar-se financeiramente permite que você compre melhor e até mais, já que não se desperdiça o dinheiro com pagamento de juros por atrasos de pagamentos ou financiamentos. Além disso, comprar à vista facilita a negociação de descontos.

Quando você planeja no que gastará o seu dinheiro, abre mão da compra por impulso de coisas desnecessárias, e isso faz com que sobrem mais recursos para que você compre o que precisa, de fato, e para que você invista em ativos que lhe renderam ainda mais dinheiro.

3.2. Prevenção ao conto do vigário

O planejamento financeiro também permite que você se previna contra fraudes e “negócios da china”, pois conhecendo o sistema, dificilmente será enganado por pirâmides, promessas de ganhos de dinheiro fácil, juros abusivos de empréstimos e financiamentos, entre outras transações ilícitas.

3.3. Mais felicidade

Todo esse processo de conhecer os próprios ralos e fontes de dinheiro, se disciplinar e adquirir novos hábitos de consumo permite que você se conheça mais, aprenda muitas coisas e se torne um ser humano melhor, mais feliz e realizado.

3.4. Liquidação de dívidas

O planejamento financeiro possibilita sair do endividamento e livrar-se de preocupações como o pagamento faturas de cartão de crédito, de juros, de aluguel, entre outros. Desse modo, o seu foco se volta aquilo que é mais importante na sua vida: sua família e amigos, além de sua realização pessoal.

3.5. Menos trabalho e mais realizações

Além disso, você trabalhará menos, já que seus ativos estarão ganhando dinheiro para você, e terá mais tempo para conhecer novos lugares, se conhecer melhor, entender e expressar sentimentos e para viver a vida que você deseja, realizando muito mais sonhos.

3.6. Superação de crises

A escassez financeira impede uma série de experiências e é capaz até de restringir a sua liberdade de ir e vir. Um bom planejamento previne que isso aconteça, mesmo em tempos de crises econômicas, já que viabiliza a formação de uma reserva.

3.7. Maior aproveitamento das suas conquistas

Um planejamento financeiro bem-feito não traz apenas o benefício da compra do seu novo imóvel — ele te dará também a oportunidade de desfrutar da sua conquista com muito mais tranquilidade e alegria.

4. Conheça 7 dicas práticas de planejamento financeiro para comprar o imóvel

Tudo que você viu até agora sobre educação e planejamento financeiro pode ser aplicado para a realização de qualquer objetivo. A partir de agora veremos dicas específicas para a aquisição do imóvel dos seus sonhos. Vamos lá?

4.1. Saiba de quanto você poderá dispor

É muito difícil chegar a algum lugar quando não se sabe onde quer ir, e mesmo quando se sabe, é preciso avaliar a sua condição de enfrentar o caminho até lá. Por isso, é essencial que você saiba qual o seu real potencial de compra.

Para isso, é necessário que você faça o levantamento do capital de que você dispõe, incluído recursos como o seu fundo de garantia. Sabendo quanto tem disponível, você poderá entender se precisará ou não de financiamento e, caso precise, deverá pesquisar junto aos bancos qual montante será disponibilizado para você.

A quantia disponível nos seus fundos mais o limite de crédito que será concedido é o quanto você poderá contar para a compra do seu imóvel, portanto você já consegue ter uma noção das características do imóvel que deve procurar.

4.2. Calcule o quanto deverá poupar

Se você for pagar um financiamento, o valor da parcela impactará diretamente no seu controle financeiro, tornando-se um gasto fixo durante um bom tempo, o que provavelmente demandará economias em outras áreas ou novas receitas que cubram esse valor.

Tão importante quanto saber o valor da parcela, é saber também de onde ela sairá, portanto tenha isso bem claro e planejado.

Caso você não opte pelo financiamento e sim por poupar para ser capaz de realizar um pagamento à vista, estabeleça um valor mínimo mensal que deverá ser acrescentado ao seu capital. Não esqueça também, de que após a compra do imóvel, você precisará recuperar a liquidez, e isso implicará em continuar poupando.

4.3. Entenda o processo de compra

No momento de fechar negócio no seu novo imóvel, há diversos fatores burocráticos envolvidos — os principais são o registro de imóveis e a escritura dele. Ambos estão sujeitos a taxas, registros e certidões, cujos valores, variáveis de um estado brasileiro para o outro, devem ser considerados no seu orçamento.

Além disso, também se deve estar atento aos prazos para que toda essa burocracia seja feita.

4.4. Conheça o cenário político e econômico do país

Nem sempre o cenário político e econômico está favorável à aquisição de um imóvel. Em épocas de instabilidade e juros altos, por exemplo, assumir um financiamento pode sair caro e arriscado — isso sem contar com o ponto de vista dos negócios que geram a sua receita e podem ser prejudicados por crises políticas e instabilidades econômicas.

Assim sendo, analise os acontecimentos no país antes de tomar qualquer decisão. Veja o que se projeta para a economia nos próximos anos, principalmente se for assumir um financiamento ou se for se descapitalizar totalmente.

4.5. Verifique todos os custos de cada opção antes de fazer uma escolha

Imóveis usados podem precisar de reformas complexas, enquanto imóveis novos normalmente necessitam de algumas instalações. Seja qual for o seu caso, peça a ajuda de um profissional para a ajudá-lo a analisar e orçar tudo o que será necessário providenciar antes da sua mudança.

Existe ainda a possibilidade da aquisição de um imóvel na planta, que normalmente custa bem mais barato, embora tenha que se esperar até o final das obras para a mudança. Nesse caso, deve-se avaliar se o que vai pagar ou deixar de receber de aluguel do imóvel que será usado enquanto espera a entrega compensa a economia na compra.

4.6. Analise as formas de pagamento

Existem diversos tipos de financiamento de imóveis que vão desde programas do governo como o Minha Casa Minha Vida para imóveis mais populares, o que com certeza não é o seu caso, até os consórcios imobiliários que são bem mais baratos que os financiamentos, já que não cobram juros, somente as taxas de administração e seguro.

Você ainda pode optar pelo pagamento à vista, caso tenha essa capital disponível, mas antes de fechar negócio nessas condições, avalie se não ficará totalmente sem capital para emergências, ou se não seria possível pagar a parcela do financiamento de um imóvel com o rendimento desse valor aplicado.

Por exemplo, se você aplicar R$1 milhão de reais a um 1% ao mês, menos que a poupança, terá um rendimento de R$ 10 mil reais. Com esse dinheiro não seria possível pagar a parcela do financiamento e ainda manter o seu capital?

4.7. Peça a ajuda de profissionais mesmo que não julgue necessário

Nem sempre avaliar qual será a melhor maneira de planejar a compra de um imóvel é uma tarefa simples. Por isso, se julgar necessário, recorra a ajuda de um profissional de economia ou até mesmo de alguém do mercado imobiliário.

Nesse segundo caso, o profissional poderá ajudá-lo inclusive na escolha do melhor imóvel para atender a todas as suas necessidades, tanto de investimento quanto de moradia.

5. Descubra 8 ferramentas para o planejamento financeiro da compra do imóvel

Até na hora de planejar a compra de um imóvel a tecnologia pode ser sua aliada. Existem diversos apps que facilitarão muito o seu planejamento financeiro. Conheça os principais deles:

5.1. GuiaBolso

O GuiaBolso está disponível nas versões iOS e Android. Ele é um dos aplicativos mais populares para gestão financeira pessoal, pois funciona com informações vindas diretamente da sua conta bancária e cartão de crédito, poupando você de ter que fazer os lançamentos manualmente.

A partir das movimentações registradas pelo aplicativo, é possível gerar gráficos e relatórios que podem ajudá-lo a controlar as finanças de toda a família. Com isso, todas aquelas informações sobre gastos fixos e variáveis sobre as quais falamos lá no comecinho deste blog post, ficam disponíveis a um toque na tela para que você oriente o seu planejamento financeiro.

5.2. Minhas economias

O Minhas Economias pode ajudá-lo a montar um fluxo de caixa do seu orçamento mensal e mostrar diariamente quanto ainda resta dele. Por isso, ele é perfeito para controlar os gastos, mantendo-os dentro da sua meta para o mês.

Ele divide seus lançamentos em categorias e também gera gráficos e relatórios que o ajudarão a entender como o seu dinheiro está sendo gasto e onde está sendo poupado. Além disso, ajuda a controlar suas contas a vencer, inclusive as parcelas do financiamento do seu novo imóvel.

Assim como o GuiaBolso, também está disponível para iOS e Android.

5.3. Moni

Esse aplicativo é ideal para ajudá-lo a economizar durante o mês, já que por meio dele é possível estabelecer um limite de gastos e controlar quanto ainda falta para atingi-lo. Com ele, você poderá, por exemplo, estabelecer um valor a ser poupado mensalmente e já contar com isso para a compra do seu imóvel.

Infelizmente, o Moni ainda não está disponível para o Android, somente para iOS.

5.4. Mobilis

O Mobilis lembra um pouco a lei de Pareto, pois dispara um alarme quando 80% do seu orçamento para o mês estiver comprometido, deixando os outros 20% reservados para emergências ou para que você os utilize visando juntar mais dinheiro para a compra do seu imóvel.

Além disso, ele também pode alertá-lo sobre o vencimento das suas contas, deixando-o muito mais tranquilo com a certeza de que não esquecerá nenhuma. O app está disponível para todos os sistemas operacionais mobile, ou seja,  iOS, Android e Windows Phone.

5.5. Money Lover

O Money Lover é perfeito para o controle de orçamento familiar, já que permite o compartilhamento da sua “carteira”. Assim, todos ficam cientes dos recursos disponíveis e do quanto precisam economizar para ajudar na aquisição do novo imóvel.

A versão no Money Lover para iOS é paga e custa U$ 4,99. Já a versão para Android poderá ser baixada gratuitamente.

5.6. Monefy

O Monefy utiliza símbolos para identificar cada tipo de gasto, o que facilita muito o lançamento de cada despesa. Os lançamentos manuais em outros aplicativos podem se bem complexos e até mesmo causar a desistência do usuário em seu controle financeiro.

O Money otimiza a forma como são feitos esses lançamentos, pois com apenas alguns toques é possível cadastrar gastos identificados e, assim, ter controle sobre seu dinheiro viabilizando a montagem do seu planejamento financeiro para a aquisição de um novo imóvel.

O app custa U$0,99 para iOS e é gratuito para o Android.

5.7. Finance

O Finance é o app mais completo de todos. Com ele, é possível entender de forma completa e detalhada todo o seu orçamento, planejando as finanças para o ano todo, e ainda acompanhar gastos específicos separadamente, o que pode servir para controlar as despesas com a documentação, instalações e reparos no seu novo imóvel, por exemplo.

Ele também permite o arquivamento de notas fiscais e recibos, e a integração com suas contas bancárias para automatizar o processo de apontamento de gastos. Está disponível via Web e para  iOS e Android.

5.8. InvestCalc

O InvestCalc é a melhor opção para o planejamento financeiro quando se trata da compra de imóveis, já que consegue avaliar se a melhor tabela para você é a SAC ou a Price. Com ele, também é possível calcular quanto de investimento é necessário para se juntar uma determinada quantia, que pode ser, por exemplo, uma meta para conseguir o valor da entrada.

Com esses recursos, ajuda você a pensar de maneira bem direcionada no seu planejamento financeiro para aquisição de um novo imóvel. O app está disponível somente para  iOS por U$0,99.

6. Perceba a importância de contratar uma imobiliária de alto padrão

Investir na Europa adquirindo um imóvel extraordinário é o tipo de vantagem que a assessoria de uma imobiliária de alto padrão pode te oferecer. No entanto, mesmo que o seu imaginário esteja projetando uma casa minimalista a ajuda de profissionais experientes e conhecedores do mercado poderá evitar os riscos de generalizar os valores de imóveis, por exemplo.

Além disso, uma imobiliária especializada em imóveis de alto padrão sempre poderá apresentar as melhores opções de imóveis e que correspondam às suas expectativas. Outro fator importante ao contar com assessorias especializadas é o fato de elas já estarem ambientadas com todo o processo e a burocracia na hora de comprar um imóvel, o que pode facilitar bastante para você e deixá-lo mais seguro.

Agora que você já entende o que é e qual a importância do planejamento financeiro para a aquisição de um imóvel, compreende seus benefícios, conhece práticas e ferramentas usadas na sua elaboração e ainda percebe a importância de contar com a assessoria de uma imobiliária de alto padrão para fazer um bom negócio, já pode começar a transformar o seu sonho em plano, certo?

Para receber uma ajudinha extra nessa empreitada, siga-nos no Facebook, Linkedin e Instagram e fique por dentro dos melhores conteúdos sobre o mercado imobiliário de alto padrão.