Considerada uma opção segura e que não está sujeita às grandes oscilações do mercado, a ideia de investir em propriedades é amplamente difundida no Brasil.

No contexto da crise econômica recente, que afetou fortemente o mercado imobiliário, tem se observado o aumento da demanda por imóveis no exterior. Tal opção se mostra como uma alternativa mais segura para os investidores.

Porém, será se essa é a única opção que garante o maior retorno para os seus investimentos?

No Brasil não existem opções que, mesmo em um cenário adverso, garantem boa rentabilidade? Se você quer saber mais sobre o assunto, continue lendo o post!

Por que investir em imóveis é um bom negócio atualmente?

O cenário de queda na taxa de juros em patamares nunca observados ao longo da história brasileira, associado à redução nos preços dos imóveis e à perspectiva de retomada do crédito, indicam, segundo especialistas, que o ano de 2018 apresenta fortes sinais para o reaquecimento do mercado imobiliário brasileiro.

Entretanto, apesar de o cenário se mostrar mais otimista, você deve analisar bem as opções existentes no mercado antes de aplicar seu capital na aquisição de um imóvel, pois, assim, evita prejuízos no futuro.

Veja abaixo os fatores que devem ser considerados antes de tomar essa decisão.

1. Analise o bairro e a região

Apesar de ser considerado um investimento seguro e rentável, nem todo imóvel é uma boa opção de investimento. Por isso, seja bastante racional no momento da escolha do bem.

Agindo assim, você se previne de armadilhas que eventualmente podem ocorrer com a transação — como a compra de um imóvel em uma área com projeto de implantação de uma fábrica, por exemplo, que poderá liberar produtos tóxicos à saúde, o que acarretará a desvalorização do seu investimento.

Portanto, considere todas as variáveis possíveis antes de abrir mão dos seus recursos. Observe o entorno, converse com os vizinhos, busque se informar sobre os projetos previstos para a localidade, entre outros fatores.

Se a compra for no exterior, escolha uma imobiliária especializada que possa fornecer todas as informações necessárias para que você faça o melhor investimento.

2. Pesquise sobre a rentabilidade do imóvel

O rendimento não deve ser calculado apenas sobre as ações ou títulos adquiridos no mercado financeiro. No segmento imobiliário existem três aspectos que você deve ponderar para avaliar se o bem apresenta potencial de valorização:

  • o nível de urbanização: bairros em ascensão podem ser boas opções de investimento, já que tendem a receber melhorias — como supermercados, lojas, etc., que contribuirão para a sua valorização de um modo geral;
  • a credibilidade da construtora e do arquiteto: essa pesquisa é essencial para que você tenha mais segurança com o seu investimento, pois não faltam relatos de casos em que imóveis foram construídos em áreas de risco ou com materiais de baixa qualidade;
  • o grau de desenvolvimento das regiões vizinhas: se os bairros próximos não apresentam mais margem para crescimento, a tendência é que o comércio cresça para essa área, o que resultará na valorização do seu imóvel.

3. Contrate uma imobiliária especializada

Como o seu objetivo é investir, pesquisar sobre as melhores opções existentes no mercado exigirá muito esforço e tempo disponível, sem contar os gastos com deslocamento para visitar locais que nem deveriam ser considerados — por apresentarem determinadas características que tornam o investimento completamente inviável.

Por isso, é importante que você contrate uma consultoria especializada que, além de reduzir o tempo gasto com a escolha do imóvel — já que apresentará apenas aquelas opções que se enquadrem no seu perfil —, também facilitará a transação, garantindo maior rapidez e segurança no processo.

Essa assessoria se torna ainda mais imprescindível se você pretende comprar um imóvel em algum Estado ou país distinto do seu, pois a distância torna os custos de visitação ainda maiores.

Em quais cidades você deve considerar investir?

Se você pretende comprar um imóvel para fins de investimento, a limitação geográfica não deve ser um empecilho, afinal, você está em busca de rentabilidade, não é mesmo?

Então, considere as particularidades de cada local abaixo e veja algumas excelentes opções de investimento.

1. Destinos nacionais

No Brasil, os grandes centros urbanos como São Paulo e Rio de Janeiro são excelentes opções de investimento. Além de serem referências em imóveis de alto padrão — comparáveis às referências do exterior —, recebem um grande número de turistas ao longo do ano, aumentando a demanda por aluguéis de longo prazo ou de temporada.

Abaixo, seguem os bairros mais indicados para investir nesses centros:

  • São Paulo: Lapa, Pinheiros e Vila Madalena, na Zona Oeste; Vila Olímpia, na Zona Sul; Barra Funda e a região central;
  • Rio de Janeiro: Copacabana, Flamengo e Tijuca, se você quer comprar imóveis usados, e Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, se a sua intenção é adquirir um imóvel na planta.

Existem também outros locais no país que são excelentes opções de investimento, como Florianópolis e Joinville, que têm forte potencial turístico.

2. Destinos Internacionais

Se você pretende comprar um imóvel no exterior, existe uma infinidade de opções, veja as que se destacam:

  • Alemanha: é a maior economia da Europa, tem um sistema jurídico seguro e um setor imobiliário estável. A cidade de Berlim tem se destacado como uma excelente opção de investimento, devido à absorção de centros educacionais e de parcelas das entidades governamentais de Bonn;
  • Reino Unido: além de ter um dos maiores centros financeiros do mundo, situado em Londres, tem uma economia estável e fornece uma série de incentivos fiscais para investidores não residentes;
  • Itália: tem uma grande quantidade de imóveis de padrão elevado e os impostos cobrados ao setor imobiliário são menores do que os de outros mercados da Europa;
  • Estados Unidos: é um dos destinos turísticos mais famosos do mundo e apresenta forte expansão nos postos de trabalho e na área de saúde, além de ter imóveis com excelentes custo-benefício.
  • Portugal: além da qualidade de vida e da segurança, também oferece alguns incentivos fiscais para quem deseja adquirir um imóvel no país;
  • Espanha: é considerado um dos lugares mais seguros do mundo e oferece excelente qualidade de vida aos habitantes. Uma forma de adquirir um imóvel no país é por meio do aluguel com opção de compra, ou seja, após um período de estadia, o inquilino pode adquirir um imóvel por um preço estabelecido em contrato, em que é descontado o valor gasto durante o período de locação;
  • Uruguai: é um dos países que apresenta menor índice de criminalidade da América do Sul. Além disso, o processo de financiamento de imóveis em instituições financeiras é considerado simples;
  • Argentina: Puerto Madero tem se destacado como a nova potência imobiliária do país. É um local isolado, elitizado, em que não há crimes, nem pedintes nas ruas.

Se você optar por comprar imóveis no exterior, você deve querer saber quais são as opções e a burocracia envolvida para a realização desse investimento, não é mesmo? Confira as dicas a seguir.

Como comprar imóveis no exterior?

Além de todos os cuidados que você deve ter ao comprar um imóvel no seu país de origem — como localização, possibilidade de valorização, etc. —, é imprescindível que você contrate uma corretora especializada, já que a legislação é diferente em cada nacionalidade.

Em alguns países, como os Estados Unidos, às vezes é mais vantajoso, do ponto de vista tributário, que você abra uma empresa no país com a finalidade de ser dono do imóvel. Ainda nesses casos, o auxílio de uma imobiliária é fundamental!

O investimento mínimo para esse investimento é de cerca de US$ 100 mil e não é necessário que você seja um investidor experiente para entrar nesse mercado, nem que você precise ir até o local para escolher o imóvel — desde que você seja assessorado por uma empresa que tenha credibilidade no mercado.

Além das opções de imóveis listadas neste post, existem inúmeras outras que você pode encontrar, de acordo com o seu interesse e perfil de investimento. Por isso, ao contratar uma imobiliária, dê preferência para aquela que tenha know how internacional, para evitar correr riscos e ter prejuízos financeiros.

Ficou interessado em saber mais sobre como adquirir imóveis no exterior? Quer saber qual a melhor opção de acordo com o seu perfil? Entre em contato conosco que ajudaremos você nesse processo!