Como se mantém viva a obra de um criador? Como resiste ao passar dos dias o Design de uma peça de mobiliário ? Como se projeta no futuro o valor de um clássico?

A criação artística que resiste ao tempo é como uma jóia de autor, um vestido de haute-couture, um automóvel ou um quadro. É o tempo o melhor aliado na  valorização dessa criação.

Pedestal table e Tulip chair

Eero Saarinen nasceu em agosto de 1910 na Finlandia. Filho de um arquiteto famoso e uma artista plástica, formou-se ele próprio em arquitetura na universidade de Yale, nos Estados-Unidos, para onde a família emigrou quando tinha 13 anos.

Saarinen também estudou escultura e foi colega de curso do casal Charles e Ray Eames, com quem formaria dupla em alguns projetos pioneiros.

Round Tulip table e Executive Armless Chair

Mas foi com a Knoll – marca internacional de Design de mobiliário que encontra em Lisboa nas lojas da QuartoSala – que Eero deixaria sua assinatura na história do Design.

Um dos marcos incontornáveis dessa relação é a coleção Pedestal.  A Knoll celebra os 60 anos do seu lançamento com uma nova seleção de acabamentos, especialmente para o mármore dos tampos.

Pedestal table, tampo em espresso marble

 

O projeto desta coleção nasceu a partir da vontade de Saarinen em alterar o desenho das mesas, das cadeiras e das poltronas que usualmente se encontravam nos interiores. Para combater o que na sua visão seria uma ‘enorme poluição visual’, Saarinen criou uma linha de mobiliário com um único pé central.

Florence Knoll e Eero Saarinen (1958). Foto: DR

Era o ano de 1958. O lançamento da coleção Pedestal foi um enorme sucesso.

Um ano depois, Saarinen foi capa da Revista ‘Time’, intitulado como um dos grandes arquitetos do seu tempo.

A relação de Eero com a Knoll tinha começado pouco antes. No final da adolescência  nasce uma amizade muito próxima com Florence Schust, uma jovem órfã que foi praticamente adotada pela família Saarinen.

Depois de estudar artes, a paixão pelo desenho e pelos interiores multiplicaram-se e Florence tinha já alguns desenhos assinados à espera de produção.

Conheceu em Nova York o herdeiro de um negócio de produção de mobiliário e sobretudo um business-man, de nome Hans Knoll. Os dois casaram-se e transformaram  a Knoll em uma das maiores empresas de Design de móveis do seu tempo.

Florence Knoll retomou o contato com o amigo de longa data, convidando-o a desenhar algumas das coleções para a marca. Eero Saarinen e Florence Knoll seriam inseparáveis na criação, e nasciam assim linhas como a Pedestal ou a Womb, até hoje presentes no catálogo da top brand internacional . Tal como as restantes, são ícones do futuro.

Dessa forma mantém-se viva a obra do criador, resistindo o Design ao passar dos dias, e projetando nela toda a paixão pela criação.

 

Foto de destaque: Pedestal table, Knoll (1957)

 

Assinatura: QuartoSala – Home Culture