Trens elétricos de Lisboa
Trens elétricos de Lisboa

Imagine viver em um país onde encontra uma grande diversidade de paisagens e ambientes a curtas distâncias: praias com areais a perder de vista, montanhas e planícies douradas, cidades vibrantes e cosmopolitas e um património milenar.

Em pouco tempo pode-se viajar por todo o país, Portugal está servido por uma moderna rede de vias terrestres: se partir de Lisboa demorará apenas duas horas até ao Porto ou Faro, as principais cidades do norte e sul de Portugal, e cerca de seis horas até Madrid. Há tanta história em cada canto e tantas paisagens bonitas e diferentes em cada região que só quem visita o lugar pode aproveitar.

O clima é agradável na maior parte do ano com inverno chuvoso e verão seco, o número de horas de sol chega a atingir as 3300 no sul do país e 1600 no Norte, um dos valores mais altos da Europa.

Portugal é, também, um dos melhores países para comprar casa porque tem regras fiscais claras e transparentes e proporciona facilidades na obtenção de autorização de residência, na sequência de novas disposições legais mais atraentes para investidores estrangeiros.

Separamos abaixo algumas das principais razões para se investir no setor imobiliário em Portugal:

Portugal é reconhecido internacionalmente pela qualidade do trabalho dos seus arquitetos. São disso prova os dois Prémios Pritzker já atribuídos aos arquitetos Eduardo Souto Mouta e Álvaro Siza Vieira.

Os preços dos imóveis são bastante atrativos em Portugal, tornando-se assim um mercado  competitivo e confiável.

Portugal não registrou um crescimento exagerado na construção de novos imóveis, como aconteceu em outros países da Europa, , entre 2001 e 2011 o stock habitacional nacional cresceu apenas 16%.

O mercado imobiliário português é um porto seguro para o investimento interno e externo e todos os dados apresentados contrariam a existência de uma bolha imobiliária.

Os preços praticados em Portugal são muito inferiores aos praticados na restante Europa Ocidental. Portugal ocupa a 26ª posição de um total de 38 lugares em uma relação feita sobre o Valor Médio dos Imóveis nas principais cidades europeias.

No mercado de imóveis para renda, Portugal rende 2,56% mais que no Reino Unido. No ranking dos países com maior rentabilidade, Portugal fica em 9º  lugar e Reino Unido em 33º , em um estudo feito pela espanhola Nuroa, em 2015