A precificação dos imóveis é um dos assuntos mais importantes e desafiadores do mercado. Afinal de contas, o preço está diretamente relacionado com a velocidade da venda, ou seja, quanto melhor alinhado estiver o preço, mais rápida será a conclusão do negócio.

De acordo com Marcello Romero, CEO da Bossa Nova Sotheby’s, no Brasil “em média se demora 16 meses para vender um imóvel. E um dos motivos é que não existem fontes estruturadas onde se possa buscar o valor das transações de maneira objetiva. Após algum tempo que o imóvel está à venda, como não ocorrem propostas ou visitas, o proprietário questiona as ações da imobiliária e, eventualmente, acaba contratando outra empresa da área. Passado mais algum tempo, o imóvel permanece sem clientes ou visitas. Então, o proprietário decide fazer um trabalho gradativo de redução do valor do imóvel. E, muitas vezes, é nesse momento em que as visitas começam a acontecer e a negociação se realiza”.

A inexistência de um histórico de transações imobiliárias faz com que muitos vendedores definam os preços utilizando o asking price, formulado através de uma análise comparativa e não estruturada em que o proprietário pergunta a amigos e conhecidos quanto vale em média seu imóvel e define o preço de maneira subjetiva.

Outra maneira de precificação de um imóvel ocorre através da avaliação de mercado, em que se utilizam informações e bancos de dados como fontes primárias na formatação do preço. Por fim, ainda existe o preço transacionado que, efetivamente, se trata do valor real pelo qual o negócio é finalizado.

A análise assertiva das três ordens de grandeza

As diversas maneiras de estabelecer o preço de venda podem causar confusão nos proprietários. Nesse sentido, os consultores imobiliários buscam formas cada vez mais eficientes e assertivas de orientar os clientes no sentido de precificar seus imóveis corretamente com o objetivo de tornar mais veloz o processo de venda.

“A Bossa Nova Sotheby’s vem realizando um trabalho precursor nesta área através da análise das três ordens de grandeza que são o asking price, a avaliação de mercado e o preço transacionado. Analisando os cenários distintos e estabelecendo um preço que esteja inserido na realidade do mercado em questão, é possível ampliar a agilidade de venda de um imóvel. Um detalhe que é importante ressaltar nesse processo é que em todas as análises efetuadas levamos em consideração o desejo do proprietário em vender seu imóvel pelo maior preço possível” completa Marcello.