Por Alvaro Bandeira

Sócio e Economista Chefe home broker modalmais

Os últimos meses estão sendo de recuperação de diferentes indicadores da conjuntura local. O governo, depois de ter conseguido aprovar a reforma trabalhista e o teto de gastos, por razões diversas viu a inflação declinar fortemente, propiciando que o Banco Central atuasse vigorosamente na queda dos juros básicos.

De outra feita, a queda no desemprego dos últimos meses e o aumento da renda real dos trabalhadores proporcionaram mais segurança para expansão das vendas no varejo, trazendo com ela a retomada da produção industrial. O segmento de serviços foi beneficiado, inclusive pela liberação de recursos do FGTS (Fundo de Garantia).

Sem dúvida, mesmo considerando que estamos saindo de patamar muito baixo da recuperação, os dados trazem algum alento para que a economia inicie o processo de retomada mais consistente. Porém, será preciso perseguir reformas, principalmente a da Previdência Social, com o objetivo de reduzir o déficit fiscal e limitar o endividamento público que pode atingir cerca de 80% do PIB.

De qualquer forma, já é possível presenciar animação do comércio em geral, notadamente para produtos que não necessitam tanto de crédito (pequeno valor agregado) e algum destravamento no crédito. O Governo iniciou também nova devolução de recursos para inscritos no programa PIS/Pasep, que certamente estimulará o comércio.

O mercado imobiliário sofreu bastante com a redução do programa MCMV (Minha Casa, Minha Vida) para as classes de mais baixa renda, mas pode começar a deslanchar nos imóveis de mais alto valor, a partir do destravamento do crédito pelas instituições financeiras, após longo período de crédito limitado.

Ainda será preciso equilibrar a oferta e demanda de imóveis, acrescida pela retomada de imóveis pelas construtoras. A partir desse equilíbrio, os novos lançamentos podem voltar trazendo alívio ao setor de construção civil.

O governo trabalha no sentido de atrair investidores locais e externos para privatizações e concessões, além de facilitar investimentos em infraestrutura. Caso o governo do presidente Temer consiga mais governabilidade, será possível iniciar processo de recuperação de mais longo prazo para a economia, com retomada dos investimentos.

O mercado de capitais que sempre antecipa esses movimentos já registrou novos recordes de pontuação para o Ibovespa, ultrapassando os 76000 pontos. Com a queda da inflação e juros, os investidores passaram a buscar mais retornos para suas aplicações e para tanto tiveram que assumir mais parcelas de risco. Nos últimos três meses, o fluxo de recursos para fundos de investimento de maior risco e aplicações em ações foi bastante ampliado e pode ter seguimento nos próximos meses, caso o governo consiga aprovar medidas de ajuste e reformas, ainda que desidratadas, mas na direção correta.

A economia global em recuperação pode ajudar o Brasil, abrindo espaço para exportações de produtos primários, notadamente agrícolas, e semielaborados e com isso dar nova dimensão ao setor industrial.

Queremos dizer com isso que a roda da economia brasileira pode estar começando a girar no sentido virtuoso. Porém, vai ser preciso observar os próximos meses antes de engatarmos no processo eleitoral e escolha do novo presidente.

 

Disclaimer: Este ARTIGO é fornecido exclusivamente a título informativo e não deve ser considerado uma recomendação, sugestão de estratégia de investimento e/ou análise de valores mobiliários. Rentabilidades passadas não são garantia de rentabilidades futuras. O Banco Modal S.A. ou quaisquer das empresas que compõem o Grupo Modal (conforme definição legal) não expressam qualquer forma de garantia, implícita ou explícita, através do presente artigo. Este artigo não leva em consideração objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas dos Investidores, que devem procurar aconselhamento financeiro destinado às suas necessidades antes de tomar qualquer decisão de investimento com base em informações contidas neste artigo. O artigo, inclusive, não representa o oferecimento de produtos, visto que tal oferta só pode ser feita mediante identificação do perfil de risco do cliente. O presente artigo não representa a opinião do Banco Modal S/A bem como das demais empresas do Grupo Modal e seu conteúdo é de inteira responsabilidade do responsáveL pela sua elaboração e das respectivas fontes utilizadas. Ouvidoria 0800 283 0077.